Evandro Chagas Organiza Evento de Integração com a Presença de Representantes de Três Ministérios e a Empresa Cimatec

  • Evandro Chagas Organiza Evento de Integração com a Presença de Representantes de Três Ministérios e a Empresa Cimatec

    Evandro Chagas Organiza Evento de Integração com a Presença de Representantes de Três Ministérios e a Empresa Cimatec

    O evento busca estreitar laços para investimentos em novas tecnologias que possam se tornar em produtos, no âmbito da saúde pública brasileira

     

     

    Com objetivo de criar oportunidades de transformar produtos de pesquisa em tecnologias de saúde a favor da sociedade brasileira, o Instituto Evandro Chagas organizou nos dias 23 e 24 de setembro o I Workshop de Integração, entre a instituição e os Ministérios da Saúde, da Ciência Tecnologia e Inovação, da Defesa e da empresa CIMATEC, Organização Social gerenciada pelo SENAI.

     

     

    Dentre as autoridades presentes estavam, o Secretário Adjunto da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde (MS), Alessandro Vasconcelos; Secretário de Vigilância em Saúde do MS, Arnaldo Correia de Medeiros; Secretario de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do MS, Hélio Angotti Netto; Secretario de Atenção Especializada do MS, Sérgio Yoshimasa Okane; Departamento de Saúde e Assistência Social do Ministério da Defesa, Brigadeiro Médico Laerte Moraes; Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gen. Bda. Moacir Rangel.

     

     

    De acordo com o diretor do Instituto Evandro Chagas, Jorge Travassos, o evento foi uma oportunidade das instituições presentes conhecerem as tecnologias que o IEC dispõe em favor da saúde pública brasileira.

     

     

    “Com essa visita poderemos demonstrar a nossa infraestrutura e o nosso parque tecnológico e isso vai ser muito importante para que se consolidem os passos que vamos ter que dar, para as conquistas de nossa instituição” destaca Travassos.

     

     

    Além de conhecer todo o aparato tecnológico da instituição, recursos humanos e atividades que o IEC tem desenvolvido ao longo de 85 anos, durante o evento ocorreram diversos Pitches (apresentações curtas), onde pesquisadores do IEC conheceram as diversas necessidades das instituições presentes, assim como modelos de negócios que tenham possibilidade de transformar as atividades da instituição em produtos para a sociedade brasileira e que melhorem a qualidade de vida da população.

     

     

    O Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros destaca a grande expectativa de negócios para o IEC:

     

     

    “A nossa expectativa é que após esse workshop possamos ter encaminhamentos importantes para a saúde pública brasileira, e assim nós verificamos que o IEC desempenhando um papel histórico dentro da ciência, da medicina tropical, da vigilância epidemiológica”.

     

     

    VISITA AOS LABORATÓRIOS E CENTRO NACIONAL DE PRIMATAS:

     

    Parte da programação da visita foi a possibilidade dos profissionais presentes conhecerem, duas áreas cientificas, entre elas a Seção de Arbovirologia e Febres Hemorrágicas (SAARB), onde os presentes conheceram toda a infraestrutura tecnológica da seção que teve o seu inicio na década de 1950, com a criação do Laboratório de Vírus com recursos da fundação norte americana, Rockfeller.

     

     

    Ao longo de quase 70 anos, a seção se tornou a segundo maior laboratório no mundo, custodiador do acervo de agentes virais, com cerca de 20 mil vírus isolados, sendo 220 espécies de arbovírus (vírus transmitidos por artrópodes), desses 160 novos para a ciência. Além disso, a SAARB possui o maior laboratório nível 3 de biossegurança (3 de 4 níveis de biossegurança);

     

     

    Outra Seção visitada foi a Virologia (SEVIR), também fundada na década de 1950. A área hoje possui 9 laboratórios que são referência nacional em diversos agravos, a exemplo de HIV/HTLV, Rotavírus, Vírus Respiratórios, Norovírus, entre outros. A SEVIR foi protagonista na vigilância laboratorial e genômica da COVID-19.

     

     

    No segundo dia, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer o Centro Nacional de Primatas, maior da América latina em diversidade de primatas não-humanos e que tem sido fundamental para a conservação de espécies e para o uso de biomodelos para a pesquisa biomédica e vigilância em saúde, entre elas estudos com malária, vírus Zika, febre amarela, dengue, SARS-CoV-2, mal de Parkinson e Células-Tronco.

     

     

    O Brigadeiro Médico Laerte Moraes, finaliza enaltecendo a importância de momentos como esse para o desenvolvimento do país: “Nós precisamos dessa união, então é importante sentar e ver o que for melhor para o país. Nós já passamos da hora de ter essa coesão forte com um aparato técnico e da ciência a fim de estreitar laços de cooperação”.

     

     

    Texto: Francisco Chagas Neto

    Fotos: Diego Ferreira/ ASCOM-IEC

     

     

Instituto Evandro Chagas
Envie uma mensagem para nossa equipe de comunicação e ajudaremos como possível. Nosso prazo de atendimento é de até 10 dias úteis.

    Seu nome completo*

    Seu e-mail*

    Telefone

    Estado*

    Município*

    Assunto*

    Sua mensagem