Apresentação

Pesquisa cientifica, apoio a vigilância e ensino voltados para a produção, disseminação e divulgação de conhecimento e inovações tecnológicas que subsidiem as políticas de saúde. Essa é a missão que está no cerne do Instituto Evandro Chagas (IEC), órgão vinculado a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS).

 

Criado em 1936, como a primeira instituição do gênero na Amazônia, o IEC é uma instituição que atua na defesa da qualidade da vida da população brasileira, em uma região onde a ocupação humana tem sido acompanhada frequentemente pela diminuição da qualidade de vida das populações residentes, que convivem com baixos níveis de educação, falta de saneamento básico, aumento progressivo das doenças e com a diminuição proporcional do atendimento em saúde. É esse o cenário onde se desenvolveu e se desenvolve a história da Instituição, que desde o seu nascimento se confunde com a História da Saúde Pública na região.

 

Historicamente, o IEC exerce função de destaque em âmbito nacional e internacional desenvolvendo estudos e investigações nas áreas de ciências biológicas, meio-ambiente e medicina tropical, publicados em revistas no Brasil e no exterior, além de, no campo da saúde pública, apoia a vigilância em saúde.

 

O IEC Há mais de 80 anos atua na região amazônica a fim de produzir ciência e tecnologia a serviço da saúde publica, e os resultados de seus estudos e investigações possibilitam elucidar problemas, assim como, apoiar a vigilância em saúde, atuar na formação profissional e também, a instituição colabora com evidências cientificas que podem apoiar a tomada de decisão de gestores públicos e por consequência atua na melhoria da qualidade de vida da população.

 

Missão Institucional

Atuar em Pesquisa Científica, apoio a vigilância e ensino, para a produção, disseminação e divulgação de conhecimento e inovações tecnológicas que subsidiem políticas públicas de saúde.

 

FINALIDADES E ÁREAS DE ATUAÇÃO
Finalidades: Obter e difundir conhecimentos científicos e técnicos no âmbito da vigilância em saúde, das ciências biológicas, do meio ambiente e da medicina tropical com atuação nacional e com ênfase na Amazônia Legal.

 
O IEC atua hoje em nove instâncias de pesquisa em saúde:

- Saúde e meio ambiente em populações expostas ao risco de poluentes na Amazônia;
- Doenças de veiculação hídrica e a qualidade da água;
- Vigilância em saúde das síndromes (ênfase nas hemorrágicas, ictéricas, diarréicas, respiratórias e exantemáticas);
- Doenças virais e parasitárias transmitidas por vetores (ênfase em arboviroses, malária, leishmanioses e doença de Chagas);
- Novas vacinas e novas estratégias de vacinação para a Amazônia;
- Adequação e aperfeiçoamento dos instrumentos para vigilância em saúde na Amazônia, incluindo recursos de epidemiologia molecular, bioinformática e georreferenciamento;
- A flora e a fauna como indutores de saúde e reservatórios de doenças na região;
- Etioepidemiologia das endemias, epidemias e poluição em comunidades indígenas amazônicas.
- Genômica, proteômica e nanotecnologia para desenvolvimento de novas abordagens diagnósticas mais rápidas, sensíveis e específicas e de alvos terapêuticos..

 
Além de atuar na área de formação stricto sensu:
- Implantação da Pós graduação Institucional em Virologia: Mestrado e Doutorado.
 
COMPETÊNCIAS

Suas competências de acordo com o Decreto nº 7.797, de 30.08.2012, publicado no Diário Oficial da União (DOU) nº 170, de 31 de agosto de 2012, Seção 1, página 7, são:

I - desenvolver pesquisas científicas no âmbito das ciências biológicas, do meio ambiente e da medicina tropical que visem, primordialmente, à identificação e ao manejo dos problemas médico sanitários, com ênfase na Amazônia brasileira;

II - realizar estudos, pesquisas e investigação científica nas áreas de epidemiologia e controle de doenças e de vigilância em saúde ambiental;

III - realizar vigilância em saúde dos agravos investigados pelas seções da área científica;

IV - planejar e executar administrativamente todas as atividades necessárias ao desenvolvimento técnico-científico institucional;

V - exercer as atividades de laboratório de referência nacional e regional que lhe forem atribuídas;

VI - disseminar a produção do conhecimento técnico e científico para subsidiar as ações de vigilância em saúde;

VII - produzir e fornecer insumos biológicos para o diagnóstico laboratorial em apoio às demandas da Rede Nacional de Laboratórios de Saúde Pública em sua área de competência;

VIII - apoiar as universidades regionais e nacionais na formação de recursos humanos em sua área de atuação;

IX - contribuir na formação de recursos humanos, em sua área de competência, para o Sistema Único de Saúde e para ensino e pesquisa;

X - prestar assessoria técnico-científica para o Sistema Único de Saúde e colaborar com instituições nacionais e organismos internacionais em sua área de atuação; e

XI - coordenar e supervisionar a execução das atividades técnicas e administrativas desenvolvidas pelo Centro Nacional de Primatas.

Ser uma instituição publica reconhecida nos âmbito nacional e internacional na melhoria da saúde da população por meio da pesquisa cientifica, apoia a vigilância, ensino e produção do conhecimento cientifico.

A Diretoria do IEC tem a tarefa de dirigir a Instituição e contribuir para que exerça sua função de destaque em âmbito nacional e internacional desenvolvendo estudos e investigações nas áreas de ciências biológicas, meio-ambiente e medicina tropical,
além de, no campo da saúde pública, apoiar laboratorialmente a vigilância em saúde.

 
A Diretoria é composta por:
 
Jorge Fernando Travassos da Rosa
Diretor do Instituto Evandro Chagas
 
Águida de Cássia Silva Vasconcelos
Secretária da Diretoria
 
Maria Raimunda Mendes da Costa
Apoio à Diretoria

Instituto Evandro Chagas
Envie uma mensagem para nossa equipe de comunicação e ajudaremos como possível. Nosso prazo de atendimento é de até 10 dias úteis.

    Seu nome completo*

    Seu e-mail*

    Telefone

    Estado*

    Município*

    Assunto*

    Sua mensagem