Sobre o Centro de Inovações Tecnológicas

CIT


BACTÉRIAS:

Centro de Inovações Tecnológicas do IEC estuda resistência de Bactéria a Antibiótico.

CIT


BIOTECNOLOGIA:

Pioneirismo do IEC em sequenciamento de DNA de Cianobactéria na Amazônia Consolida Investimento em Alta Tecnologia.


08/09/2014:
Centro de Inovações Tecnológicas do IEC estuda resistência de Bactéria a Antibiótico:

A resistência a antibióticos por parte de bactérias que causam infecções é um grande problema de saúde pública, pois impede o sucesso terapêutico dessas infecções. A resistência aos antibióticos carbapenêmicos é especialmente preocupante porque essa classe de antibióticos é um dos últimos recursos terapêuticos para o tratamento de algumas infecções. A prevalência da resistência a carbapenemas tem aumentado no mundo, e no Brasil a enzima KPC (Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase), que confere resistência de bactérias a carbapenemas tem se disseminado amplamente, causando vários surtos epidêmicos.

A enzima KPC é codificada em um elemento genético móvel (plasmídeo), o que permite a transmissão do gene entre linhagens diferentes de bactérias, que, ao receber o gene, doravante apresenta resistência a antibióticos beta-lactâmicos. Inúmeros estudos mediram a prevalência desse gene na população bacteriana, mas o elemento genético móvel que carrega o gene não havia sido inteiramente sequenciado. O Centro de Inovações Tecnológica do IEC isolou e sequenciou o plasmídeo que carrega o gene da KPC da cepa mais antiga com esse fenótipo no Brasil (FCF1305), isolada em 2009, e também o plasmídeo KPC de uma outra cepa (FCF3SP) isolada de condições clínicas similares, só que quatro anos mais tarde, em 2009.

CIT

A partir da sequência dos plasmídeos, pôde-se concluir que ambos são conjugativos (codificam o maquinário para a sua própria transferência entre cepas bacterianas, aumentando as chances de transmissão horizontal do gene KPC). Ambos os plasmídeos codificam sistemas de estabilidade plasmidial, que garantem a sua presença dentro de cepas que os adquiriram, mesmo na ausência do uso de antibióticos. Surpreendentemente, o plasmídeo mais antigo, de 2005, apresentou algumas deleções e alguns genes truncados, o que significa que ambos os plasmídeos tinham um ancestral comum circulando no Brasil antes de 2005.

Esses resultados contribuem para a compreensão da epidemiologia da disseminação do gene KPC no Brasil, e para o desenvolvimento de estratégias para o seu controle. Esse trabalho foi publicado no periódico Antimicrobial Agents and Chemotherapy (2014 May;58(5):2958-60. doi: 10.1128/AAC.02341-13) e foi fruto da cooperação inter-institucional entre o CIT-Instituto Evandro Chagas (www.iec.pa.gov.br/cit) e o Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP. Essa cooperação permitiu a consolidação das técnicas de isolamento, sequenciamento e análise de plasmídeos que conferem resistência a antibióticos em bactérias, o que está possibilitando o sequenciamento de outros plasmídeos de resistência isolados de todo o Brasil, o que é essencial para a compreensão da epidemiologia da resistência a antibióticos em bactérias. Esse trabalho também permitiu a formação em nível de mestrado de uma aluna pelo Programa de Pós Graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Federal do Pará.

26/08/2014:
Pioneirismo do IEC em sequenciamento de DNA de Cianobactéria na Amazônia Consolida Investimento em Alta Tecnologia.

O Instituto Evandro Chagas (IEC/SVS/MS), através do Centro de Inovações Tecnológicas (CIT), em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA), sequenciou o primeiro genoma de cianobactéria na Amazônia. O estudo, que é original da Região Norte, detectou que as cianobactérias são fontes de compostos bioativos antibióticos, antivirais e antiparasitários.

O projeto embasa monografia do TCC intitulado: “Análise Genômica de Cianobactéria em Cultura Não Axênica”, apresentado por Alex Ranieri Jerônimo Lima, aluno do curso de Biomedicina da UFPA e participante do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/IEC/CNPQ), que recebeu orientação do Professor da UFPA, Dr. Evonnildo Costa Gonçalves, Pesquisador/colaborador do CIT.

Segundo Evonnildo Gonçalves, o que se pode concluir do trabalho realizado foi que este gerou um impacto social positivo para a Saúde Pública, especialmente com o aceno de novas perspectivas para a indústria farmacêutica direcionadas à produção de remédios (antibióticos, antivirais e antiparasitários) mais efetivos aos novos tempos.

“Com o desenvolvimento do serviço feito através de parcerias interinstitucionais, neste caso entre IEC e UFPA, do empreendimento no fomento de base à pesquisa- envolvendo alunos de Graduação dos cursos de Ciências da Saúde, inseridos em projetos do PIBIC/IEC/CNPQ- e, somando-se a isso, a utilização de técnicas e equipamentos de última geração, posso afirmar que o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, à geração de produtos, à aplicação de processos e serviços inovadores, juntamente com a incondicional e incansável busca pelo desenvolvimento técnico-científico regional e nacional, por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação), indicam que estratégias, metas e objetivos estão no rumo certo e justificam todo o investimento aplicado pelo IEC no CIT”, Conclui o Coordenador do Centro de Inovações Tecnológicas e do Laboratório de Genômica do IEC, Márcio Nunes, Pós-Doutor em Métodos de Sequenciamento de última Geração para Arbovírus-University of Columbia (USA).

Comitê Gestor

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Coordenação CIT

Coordenador Geral:


Coordenador do Centro de Inovações Tecnológicas

Dr. João Lídio da S. G. Vianez Jr.
Tecnologista em Pesquisa e Investigação Biomédica
Doutor em Biofísica - UFRJ
Coordenador do Laboratório de Bioinformática
Contato: (55xx91) 3214-2295
e-mail: vianez.iec@gmail.com
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7898732359245110

Vice Coordenador Geral:


Dr. Márcio Roberto Teixeira Nunes
Pesquisador em Saúde Pública-Associado
Pesquisador Bolsista de Produtividade 1C-CNPq
Doutor em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários-UFPA
Pós-Doutor em Métodos de Sequenciamento de última Geração para Arbovírus-University of Columbia (USA)

Coordenador do Laboratório de Genômica
Contatos: (55xx91) 3214-2295
e-mail: marcionunes@iec.pa.gov.br
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0299116892743368

Comitê Gestor

Dr. Márcio Roberto Teixeira Nunes
Pesquisador em Saúde Pública - Associado
Centro de Inovações Tecnológicas
Instituto Evandro Chagas
Laboratórios de Genômica e Diagnóstico Molecular
Contatos: (55xx91) 3214-2295
e-mail: marcionunes@iec.pa.gov.br
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0299116892743368

Dr. João Lídio da S. G. Vianez Jr.
Tecnologista em Pesquisa e Investigação Biomédica
Centro de inovações Tecnológicas
Laboratório de Bioinformática
Contato: (55xx91) 3214-2295
e-mail: vianez.iec@gmail.com
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7898732359245110

Dr. Evonnildo da Costa Gonçalves
Professor Associado I
Instituto de Ciências Biológicas
Universidade Federal do Pará
Pesquisador Colaborador do Centro de Inovações Tecnológicas
Laboratório de Proteômica.

Dr. Nelson Antônio Bailão Ribeiro
Professor Adjunto I
Universidade do Estado do Pará
Pesquisador Colaborador do Centro de Inovações Tecnológicas
Laboratório de Genética por Imagem
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1724645176597901
Contato (55xx91) 3214-2273 (CIT).

Dr. Eduardo José Melo dos Santos
Professor adjunto
Instituto de Ciências Biológicas
Pesquisador Colaborador do Centro de Inovações Tecnológicas
Instituto Evandro Chagas
Laboratório de Genômica
Contato: (55xx91) 3214-2295 (CIT)
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6647221517242357

Localização CIT

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) encontra-se situado no Instituto Evandro Chagas, na Rodovia BR 316, S/N, Levilândia- CEP 67030-000, município de Ananindeua, estado do Pará, Brasil.

Temporariamente os Laboratórios do CIT que se encontram em funcionamento (Genômica, Bioinformática, Proteômica e Citogenética por Imagem) estão fisicamente alocados no Centro Nacional de Primatas do IEC em uma área de aproximadamente 350 m2. A sede atual do CIT é constituída por 13 salas destinadas a áreas administrativa e laboratorial.

 

CIT


Prédio da Seção de Arbovirologia e Febres Hemorrágicas do Instituto Evandro Chagas:
 

Mapa:


CIT

 

Editais(Oprotunidades e Treinamentos)

1° - Ribeiro JMC, Genta FA, Sorgine MHF, Logullo R, Mesquita RD, Paiva-Silva GO, et al. An insight into the transcriptome of the digestive tract of the bloodsucking bug, Rhodnius prolixus. PLoS Negl. Trop. Dis. [Internet]. 2014 Jan [cited 2014 Feb 21];8(1):e2594. Available from:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3886914&tool=pmcentrez&rendertype=abstract

 

2° - Lima ARJ, Siqueira AS, Dos Santos BGS, da Silva FDF, Inada DT, Lima CP, et al. Draft Genome Sequence of Rhodobacter sp. Strain CACIA 14H1, a Heterotrophic Bacterium Obtained from a Nonaxenic Culture of a Cyanobium Species. Genome Announc. [Internet]. 2014 Jan [cited 2014 Feb 21];2(1). Available from:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3894272&tool=pmcentrez&rendertype=abstract

 

3° - Lima ARJ, Siqueira AS, Dos Santos BGS, da Silva FDF, Lima CP, Cardoso JF, et al. Draft Genome Sequence of Blastomonas sp. Strain CACIA 14H2, a Heterotrophic Bacterium Associated with Cyanobacteria. Genome Announc. [Internet]. 2014 Jan [cited 2014 Feb 21];2(1). Available from:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3894290&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

4° - Nunes MRT, Travassos da Rosa APA, Weaver SC, Tesh RB, Vasconcelos PFC. Reply to “group C orthobunyavirus genomic sequences require validation”. J. Virol. [Internet]. 2014 Mar [cited 2014 Feb 21];88(5):3054. Available from:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24505106

 

5° - Adams AP, Travassos da Rosa APA, Nunes MR, Xiao S-Y, Tesh RB. Pathogenesis of Modoc virus (Flaviviridae; Flavivirus) in persistently infected hamsters. Am. J. Trop. Med. Hyg. [Internet]. 2013 Mar [cited 2014 Feb 21];88(3):455–60. Available from:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23358636
 

6° - Silva SP, Dilcher M, Weidmann M, Carvalho VL, Casseb AR, Silva EVP, et al. Changuinola Virus Serogroup, New Genomes within the Genus Orbivirus (Family Reoviridae) Isolated in the Brazilian Amazon Region. Genome Announc. [Internet]. 2013 Jan [cited 2014 Feb 21];1(6). Available from:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3541803&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

7° - Chowdhary R, Street C, Travassos da Rosa A, Nunes MRT, Tee KK, Hutchison SK, et al. Genetic characterization of the Wyeomyia group of orthobunyaviruses and their phylogenetic relationships. J. Gen. Virol. [Internet]. 2012 May [cited 2014 Feb 21];93(Pt 5):1023–34. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3541803&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

8° - de Sá Morais LLC, Garza DR, Loureiro ECB, Nunes KNB, Vellasco RS, da Silva CP, et al. Complete genome sequence of a sucrose-nonfermenting epidemic strain of Vibrio cholerae O1 from Brazil. J. Bacteriol. [Internet]. 2012 May [cited 2014 Feb 21];194(10):2772. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3347203&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

9° - Diniz DG, Fôro CAR, Turiel MCP, Sosthenes MCK, Demachki S, Gomes GF, et al. Environmental influences on antibody-enhanced dengue disease outcomes. Mem. Inst. Oswaldo Cruz [Internet]. 2012 Dec [cited 2014 Feb 21];107(8):1021–9. Available from:

http: http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3347203&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

10° - Dussart P, Baril L, Petit L, Beniguel L, Quang LC, Ly S, et al. Clinical and virological study of dengue cases and the members of their households: the multinational DENFRAME Project. PLoS Negl. Trop. Dis. [Internet]. 2012 Jan [cited 2014 Feb 21];6(1):e1482. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3265457&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

11° - Ferreira MB, Nunes MR, Dos Reis GC, Morraye M de A, Rocha SM de M. Social support, socioeconomic and clinical risk: comparison between neighborhoods in a Brazilian upcountry town. Rev. Esc. Enferm. USP. [Internet]. 2012 Aug [cited 2014 Feb 21];46(4):822–8. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23018389
 

12° - Firth C, Tokarz R, Simith DB, Nunes MRT, Bhat M, Rosa EST, et al. Diversity and distribution of hantaviruses in South America. J. Virol. [Internet]. 2012 Dec [cited 2014 Feb 7];86(24):13756–66. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3503106&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

13° - Garza DR, Thompson CC, Loureiro ECB, Dutilh BE, Inada DT, Junior ECS, et al. Genome-wide study of the defective sucrose fermenter strain of Vibrio cholerae from the Latin American cholera epidemic. PLoS One [Internet]. 2012 Jan [cited 2014 Feb 21];7(5):e37283. Available from:

http: http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3360680&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

14° - Henriques DF, Quaresma JAS, Fuzii HT, Nunes MRT, Silva EVP da, Carvalho VL, et al. Persistence of experimental Rocio virus infection in the golden hamster (Mesocricetus auratus). Mem. Inst. Oswaldo Cruz [Internet]. 2012 Aug [cited 2014 Feb 21];107(5):630–6. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22850953
 

15° - Klein MP, Nunes MR, Rodrigues RC, Benvenutti E V, Costa TMH, Hertz PF, et al. Effect of the support size on the properties of β-galactosidase immobilized on chitosan: advantages and disadvantages of macro and nanoparticles. Biomacromolecules [Internet]. 2012 Aug 13 [cited 2014 Feb 21];13(8):2456–64. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22724592
 

16° - Nunes MRT, Palacios G, Cardoso JF, Martins LC, Sousa EC, de Lima CPS, et al. Genomic and phylogenetic characterization of Brazilian yellow fever virus strains. J. Virol. [Internet]. 2012 Dec [cited 2014 Feb 21];86(24):13263–71. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3503022&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

17° - Nunes MRT, Faria NR, Vasconcelos HB, Medeiros DB de A, Silva de Lima CP, Carvalho VL, et al. Phylogeography of dengue virus serotype 4, Brazil, 2010-2011. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2012 Nov [cited 2014 Feb 21];18(11):1858–64. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3559147&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

18° - Silvestre AJ, Pereira LCJ, Nunes MR, Monteiro OC. Ferromagnetic order in aged Co-doped TiO2 anatase nanopowders. J. Nanosci. Nanotechnol. [Internet]. 2012 Aug [cited 2014 Feb 21];12(8):6850–4. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22962834
 

19° - Travassos da Rosa ES, Medeiros DBA, Nunes MRT, Simith DB, Pereira A de S, Elkhoury MR, et al. Molecular epidemiology of Laguna Negra virus, Mato Grosso State, Brazil. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2012 Jun [cited 2014 Feb 21];18(6):982–5. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3358143&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

20° - Nunes MRCM, Penna FJ, Franco RT, Mendes EN, Magalhães PP. Enterotoxigenic Escherichia coli in children with acute diarrhoea and controls in Teresina/PI, Brazil: distribution of enterotoxin and colonization factor genes. J. Appl. Microbiol. [Internet]. 2011 Jul [cited 2014 Feb 21];111(1):224–32. Available from: http:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21496189
 

21° - Nunes MR, Mello I, Franco GCN, de Medeiros JMF, Dos Santos SSF, Habitante SM, et al. Effectiveness of photodynamic therapy against Enterococcus faecalis, with and without the use of an intracanal optical fiber: an in vitro study. Photomed. Laser Surg. [Internet]. 2011 Dec [cited 2014 Jan 28];29(12):803–8. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21790483
 

22° - Nunes MRT, Nunes Neto JP, Casseb SMM, Nunes KNB, Martins LC, Rodrigues SG, et al. Evaluation of an immunoglobulin M-specific capture enzyme-linked immunosorbent assay for rapid diagnosis of dengue infection. J. Virol. Methods [Internet]. 2011 Jan [cited 2014 Jan 28];171(1):13–20. Available from: http:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20946918
 

23° - unes MRT, Palacios G, Nunes KNB, Casseb SMM, Martins LC, Quaresma JAS, et al. Evaluation of two molecular methods for the detection of Yellow fever virus genome. J. Virol. Methods [Internet]. 2011 Jun [cited 2014 Feb 21];174(1-2):29–34. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21419803
 

24° - Nunes M do RCM, Magalhães PP, Penna FJ, Nunes JMM, Mendes EN. Diarrhea associated with Shigella in children and susceptibility of the bacterium to antimicrobials: a study in Teresina, Piauí, Northeast of Brazil. J. Pediatr. (Rio. J). [Internet]. 2011 Nov 16 [cited 2014 Feb 21];88(2):125–8. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22089139

 

25° - Palacios G, Tesh R, Travassos da Rosa A, Savji N, Sze W, Jain K, et al. Characterization of the Candiru antigenic complex (Bunyaviridae: Phlebovirus), a highly diverse and reassorting group of viruses affecting humans in tropical America. J. Virol. [Internet]. 2011 Apr [cited 2014 Feb 21];85(8):3811–20. Available from:

http: http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3126144&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

26° - Travassos da Rosa ES, Medeiros DBA, Nunes MRT, Simith DB, de Souza Pereira A, Elkhoury MR, et al. Pygmy rice rat as potential host of Castelo dos Sonhos Hantavirus. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2011 Aug [cited 2014 Feb 21];17(8):1527–30. Available from: http:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3381544&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

27° - Vasconcelos HB, Nunes MRT, Casseb LMN, Carvalho VL, Pinto da Silva E V, Silva M, et al. Molecular epidemiology of Oropouche virus, Brazil. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2011 May [cited 2014 Feb 21];17(5):800–6. Available from: http:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3321770&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

28° - Figueiredo MAA, Rodrigues LC, Barreto ML, Lima JWO, Costa MCN, Morato V, et al. Allergies and diabetes as risk factors for dengue hemorrhagic fever: results of a case control study. PLoS Negl. Trop. Dis. [Internet]. 2010 Jan [cited 2014 Feb 13];4(6):e699. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=2879373&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

29° - Medeiros DBA, da Rosa EST, Marques AAR, Simith DB, Carneiro AR, Chiang JO, et al. Circulation of hantaviruses in the influence area of the Cuiabá-Santarém Highway. Mem. Inst. Oswaldo Cruz [Internet]. 2010 Aug [cited 2014 Feb 21];105(5):665–71. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20835614
 

30° - Rodrigues SG, Nunes MRT, Casseb SMM, Prazeres ASC, Rodrigues DSG, Silva MO, et al. Molecular epidemiology of Saint Louis encephalitis virus in the Brazilian Amazon: genetic divergence and dispersal. J. Gen. Virol. [Internet]. 2010 Oct [cited 2014 Jan 25];91(Pt 10):2420–7. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20592112
 

31° - Travassos da Rosa ES, Sampaio de Lemos ER, de Almeida Medeiros DB, Simith DB, de Souza Pereira A, Elkhoury MR, et al. Hantaviruses and hantavirus pulmonary syndrome, Maranhao, Brazil. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2010 Dec [cited 2014 Feb 21];16(12):1952–5. Available from: http:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3294554&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

32° - Weidmann M, Faye O, Faye O, Kranaster R, Marx A, Nunes MRT, et al. Improved LNA probe-based assay for the detection of African and South American yellow fever virus strains. J. Clin. Virol. [Internet]. 2010 Jul [cited 2014 Feb 21];48(3):187–92. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20556888
 

33° - Azevedo RSS, Silva EVP, Carvalho VL, Rodrigues SG, Nunes-Neto JP, Monteiro H, et al. Mayaro fever virus, Brazilian Amazon. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2009 Nov [cited 2014 Feb 21];15(11):1830–2. Available from:

http: http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=2857233&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

34° - Carvalho VL, Nunes MRT, da Silva EVP, Vieira CMA, Gomes M, Casseb SM, et al. Genetic characterization of orthobunyavirus Melao, strains BE AR633512 and BE AR8033, and experimental infection in golden hamsters (Mesocricetus auratus). J. Gen. Virol. [Internet]. 2009 Jan [cited 2014 Feb 21];90(Pt 1):223–33. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19088293
 

35° - Nunes MRT, Barbosa TFS, Casseb LMN, Nunes Neto JP, Segura N de O, Monteiro HA de O, et al. [Arbovirus eco-epidemiology in the area affected by the Cuiabá-Santarém Highway (BR-163), Pará State, Brazil]. Cad. Saude Publica [Internet]. 2009 Dec [cited 2014 Feb 21];25(12):2583–602. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20191150
 

36° - Vasconcelos HB, Azevedo RSS, Casseb SM, Nunes-Neto JP, Chiang JO, Cantuária PC, et al. Oropouche fever epidemic in Northern Brazil: epidemiology and molecular characterization of isolates. J. Clin. Virol. [Internet]. 2009 Feb [cited 2014 Feb 21];44(2):129–33. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19117799
 

37° - Vieira C de MA, Nunes MRT, da Silva EVP, Carvalho VL, Nunes Neto JP, Cruz ACR, et al. Full-length sequencing and genetic characterization of Breu Branco virus (Reoviridae, Orbivirus) and two related strains isolated from Anopheles mosquitoes. J. Gen. Virol. [Internet]. 2009 Sep [cited 2014 Feb 21];90(Pt 9):2183–90. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19439555
 

38° - Barbosa TFS, Medeiros DB de A, Travassos da Rosa ES, Casseb LMN, Medeiros R, Pereira A de S, et al. Molecular epidemiology of rabies virus isolated from different sources during a bat-transmitted human outbreak occurring in Augusto Correa municipality, Brazilian Amazon. Virology [Internet]. 2008 Jan 20 [cited 2014 Feb 21];370(2):228–36. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17996263
 

39° - Blanton RE, Silva LK, Morato VG, Parrado AR, Dias JP, Melo PRS, et al. Genetic ancestry and income are associated with dengue hemorrhagic fever in a highly admixed population. Eur. J. Hum. Genet. [Internet]. 2008 Jun [cited 2014 Feb 13];16(6):762–5. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18270538
 

40° - Castro AL, Madeira PJA, Nunes MR, Costa FM, Florêncio MH. Titanium dioxide anatase as matrix for matrix-assisted laser desorption/ionization analysis of small molecules. Rapid Commun. Mass Spectrom. [Internet]. 2008 Dec [cited 2014 Feb 21];22(23):3761–6. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18270538
 

41° -Dos Santos HWG, Poloni TRRS, Souza KP, Muller VDM, Tremeschin F, Nali LC, et al. A simple one-step real-time RT-PCR for diagnosis of dengue virus infection. J. Med. Virol. [Internet]. 2008 Aug [cited 2014 Feb 19];80(8):1426–33. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18551599
 

42° - Azevedo RS da S, Nunes MRT, Chiang JO, Bensabath G, Vasconcelos HB, Pinto AY das N, et al. Reemergence of Oropouche fever, northern Brazil. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2007 Jun [cited 2014 Feb 21];13(6):912–5. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18551599
 

43° - Carrara A-S, Coffey LL, Aguilar P V, Moncayo AC, Da Rosa APAT, Nunes MRT, et al. Venezuelan equine encephalitis virus infection of cotton rats. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2007 Aug [cited 2014 Feb 21];13(8):1158–65. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=2828070&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

44° - Gabbay YB, Leite JPG, Oliveira DS, Nakamura LS, Nunes MRT, Mascarenhas JDP, et al. Molecular epidemiology of astrovirus type 1 in Belém, Brazil, as an agent of infantile gastroenteritis, over a period of 18 years (1982-2000): identification of two possible new lineages. Virus Res. [Internet]. 2007 Nov [cited 2014 Feb 21];129(2):166–74. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17714822
 

45° - Medeiros DBA, Nunes MRT, Vasconcelos PFC, Chang G-JJ, Kuno G. Complete genome characterization of Rocio virus (Flavivirus: Flaviviridae), a Brazilian flavivirus isolated from a fatal case of encephalitis during an epidemic in Sao Paulo state. J. Gen. Virol. [Internet]. 2007 Aug [cited 2014 Feb 21];88(Pt 8):2237–46. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17622628
 

46° - Xu F, Liu D, Nunes MRT, DA Rosa APAT, Tesh RB, Xiao S-Y. Antigenic and genetic relationships among Rift Valley fever virus and other selected members of the genus Phlebovirus (Bunyaviridae). Am. J. Trop. Med. Hyg. [Internet]. 2007 Jun [cited 2014 Feb 21];76(6):1194–200. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17556635
 

47° - Diniz JAP, Nunes MRT, Travassos da Rosa APA, Cruz ACR, de Souza W, Medeiros DBA, et al. Characterization of two new rhabdoviruses isolated from midges (Culicoides SPP) in the Brazilian Amazon: proposed members of a new genus, Bracorhabdovirus. Arch. Virol. [Internet]. 2006 Dec [cited 2014 Jan 28];151(12):2519–27. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16835701
 

48° - Dussart P, Labeau B, Lagathu G, Louis P, Nunes MRT, Rodrigues SG, et al. Evaluation of an enzyme immunoassay for detection of dengue virus NS1 antigen in human serum. Clin. Vaccine Immunol. [Internet]. 2006 Nov [cited 2014 Feb 21];13(11):1185–9. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=1656554&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

49° - Da Silva EVP, Da Rosa APAT, Nunes MRT, Diniz JAP, Tesh RB, Cruz ACR, et al. Araguari virus, a new member of the family Orthomyxoviridae: serologic, ultrastructural, and molecular characterization. Am. J. Trop. Med. Hyg. [Internet]. 2005 Dec [cited 2014 Feb 21];73(6):1050–8. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16354811t
 

50° - de Morais Bronzoni RV, Baleotti FG, Ribeiro Nogueira RM, Nunes M, Moraes Figueiredo LT. Duplex reverse transcription-PCR followed by nested PCR assays for detection and identification of Brazilian alphaviruses and flaviviruses. J. Clin. Microbiol. [Internet]. 2005 Feb 1 [cited 2014 Feb 21];43(2):696–702. Available from:

http:http://jcm.asm.org/content/43/2/696
 

51° - Madeira P, Nunes MR, Borges C, Costa FMA, Florêncio MH. Benzidine photodegradation: a mass spectrometry and UV spectroscopy combined study. Rapid Commun. Mass Spectrom. [Internet]. 2005 Jan [cited 2014 Feb 21];19(14):2015–20. Available from:

http: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15962360
 

52° - Nunes MRT, Travassos da Rosa APA, Weaver SC, Tesh RB, Vasconcelos PFC. Molecular epidemiology of group C viruses (Bunyaviridae, Orthobunyavirus) isolated in the Americas. J. Virol. [Internet]. 2005 Aug [cited 2014 Feb 21];79(16):10561–70. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=1182628&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

53° - Nunes MRT, Martins LC, Rodrigues SG, Chiang JO, Azevedo R do S da S, da Rosa APAT, et al. Oropouche virus isolation, southeast Brazil. Emerg. Infect. Dis. [Internet]. 2005 Oct [cited 2014 Feb 21];11(10):1610–3. Available from: http:

http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=3366749&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

54° - Tesh RB, Siirin M, Guzman H, Travassos da Rosa APA, Wu X, Duan T, et al. Persistent West Nile virus infection in the golden hamster: studies on its mechanism and possible implications for other flavivirus infections. J. Infect. Dis. [Internet]. 2005 Jul 15 [cited 2014 Feb 21];192(2):287–95. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15962223
 

55° - Florêncio MH, Pires E, Castro AL, Nunes MR, Borges C, Costa FM. Photodegradation of Diquat and Paraquat in aqueous solutions by titanium dioxide: evolution of degradation reactions and characterisation of intermediates. Chemosphere [Internet]. 2004 Apr [cited 2014 Feb 21];55(3):345–55. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14987933
 

56° - Rodrigues SG, da Rosa AP de AT, Galler R, Barros VLR de S, Vieira C de MA, da Rosa JFST, et al. Yellow fever virus isolated from a fatal post vaccination event: an experimental comparative study with the 17DD vaccine strain in the Syrian hamster (Mesocricetus auratus). Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [Internet]. 2004 Jan [cited 2014 Feb 21];37 Suppl 2:69–74. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1558690
 

57° - Weidmann M, Rudaz V, Nunes MRT, Vasconcelos PFC, Hufert FT. Rapid detection of human pathogenic orthobunyaviruses. J. Clin. Microbiol. [Internet]. 2003 Jul [cited 2014 Feb 21];41(7):3299–305. Available from:

http:http://www.pubmedcentral.nih.gov/articlerender.fcgi?artid=165340&tool=pmcentrez&rendertype=abstract
 

58° - Ferraz HMC, Sano MK, Nunes MRS, Bianco GG. Synthesis of cyclic enol ethers from alkenyl-beta-dicarbonyl compounds. J. Org. Chem. [Internet]. 2002 Jun 14 [cited 2014 Feb 21];67(12):4122–6. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12054946
 

59° - Saeed MF, Nunes M, Vasconcelos PF, Travassos Da Rosa AP, Watts DM, Russell K, et al. Diagnosis of Oropouche virus infection using a recombinant nucleocapsid protein-based enzyme immunoassay. J. Clin. Microbiol. [Internet]. 2001 Jul 1 [cited 2014 Feb 21];39(7):2445–52. Available from:

http: http://jcm.asm.org/content/39/7/2445
 

60° - Soares MJ, Teixeira LA, Nunes MR, da Silva Carvalho MC, Ferreira-Carvalho BT, Figueiredo AM. Analysis of different molecular methods for typing methicillin-resistant Staphylococcus aureus isolates belonging to the Brazilian epidemic clone. J. Med. Microbiol. [Internet]. 2001 Aug [cited 2014 Feb 21];50(8):732–42. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11478678
 

61° - Saeed MF, Wang H, Nunes M, Vasconcelos PF, Weaver SC, Shope RE, et al. Nucleotide sequences and phylogeny of the nucleocapsid gene of Oropouche virus. J. Gen. Virol. [Internet]. 2000 Mar [cited 2014 Feb 21];81(Pt 3):743–8. Available from:

http:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10675412

Sobre o Centro de Inovações e Tecnológicas - CIT

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Orientações e Bolsista

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Projetos

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Procedimento de submissão

Siga Procedimento de submissão de projetos e amostras para o Centro de Inovações Tecnológicas que está disponível para download.

 
Submissão de Projetos e Amostras
 

Download

 
Normas para processamento de amostras para sequenciamento no CIT


Download

 
Roteiro para formatação da Proposta de Colaboração com o CIT/IEC


Download

Projetos

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Projetos

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Núcleos

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi criado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Núcleos de Genômica, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Bioinformática, Análises Citogenéticas por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de implementação de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Apresentação

CIT

Bem vindo ao Laboratório de Genômica (LABGEN). Nossa missão é prover aos pesquisadores do Instituto Evandro Chagas acesso a alta tecnologia e qualidade em termos de genômica estrutural, funcional e comparativa. Tais tecnologias são denominadas métodos de sequenciamento de última geração que em associação aos métodos convencionais proporcionam o sequenciamento completo de diferentes genomas (desde um simples vírus até genomas complexos como o genoma humano).

 

O LABGEN possui três diferentes plataformas de sequenciadores de última geração constituídas por 01 (hum) GS FLX 454-ROCHE, 01(hum) SOLID v4, 01 (hum) SOLID v.5500, 04 (quatro) GSJr (ROCHE) e (hum) Ion Torrent (Life Technologies). Em associação aos sequenciadores de última geração, o LABGEN possui um ABI 3500 XL com capacidade para processamento de 24 amostras a cada 90 minutos com média de sequenciamento de 1000 pb.
O objetivo do LABGEN não é somente promover acesso à tecnologia de sequenciamento, mas também à nossa experiente equipe. Em adição as nossas plataformas de sequenciamento, o LABGEN oferece serviços diversos, desde o sequenciamento parcial até o sequenciamento completo de genomas simples (vírais e bacterianos) até organismos mais complexos, incluindo genomas de procariotos e eucariotos. O LABGEN também possui linha de pesquisa em sequenciamento nucleotídico e transcriptomas de células tumorais.

 

Em geral, os serviços referem-se à análise de genotipagem e expressão gênica. Para ter acesso a colaborações com o LABGEN e dos demais laboratórios do CIT, acesse o link (http://submitcit.iec.pa.gov.br) para portal de análises Biológicas (PABIO) do CIT. Para solicitação de colaboração, o interessado deverá acessar link do PABIO e realizar a submissão de um projeto, o qual será avaliado por uma comissão do CIT.

Alunos Envolvidos

Nome: Adonis de Melo Lima
Pós-graduação: Doutorado em Biotecnologia - Universidade Federal do Pará
Tese: Caracterização genômica in silico das vias biossintéticas de aminoácidos fotoprotetores de cianobactérias.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7449882413576297
 

Nome: Alan Marcel Pamplona Neves
Pós-graduação: Mestrando do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia/UFPA

Dissertação: Expressão heteróloga de aminoácidos fotoprotetores de Cyanobium sp. em Escherichia coli.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9843238234395764
 

Nome: Anna Rafaella dos Santos Ferreira
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará

Tese: Epidemiologia molecular do vírus da leucemia felina (Felv) na região metropolitana de Belém, Pará.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9285507674029846
 

Nome: Bruna Pedroso Tamegão Lopes, PhD
Colaboradora
Tese: Transcriptoma do Câncer

 

Nome: Bruna Laís Sena do Nascimento
Pós-graduação: Mestrado em andamento em Biologia Parasitária na Amazônia - Universidade do Estado do Pará
Dissertação: Caracterização Genética de dois Arbovírus Não Grupados Isolados na Amazônia Brasileira Entre os Anos de 1982 e 2000.

 

Nome: Clayton Pereira Silva de Lima
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará.

Tese: Diagnóstico da Dengue utilizando microarranjos de DNA (BIOCHIPS).
 

Nome: Danilo Leôncio Aguiar Pereira
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará.

Tese: Detecção de microorganismos patogênicos em produtos alimentícios de importância econômica para o Estado do Pará.Lattes: http://lattes.cnpq.br/4007319215085957
 

Nome: Fábio Daniel Florêncio da Silva
Pós-graduação: Doutorado em Genética e Biologia Molecular - Universidade Federal do Pará

Tese: Expressão heteróloga de microvirina de Microcystis aeruginosa (Cyanobacteria) em Escherichia coli.Lattes: http://lattes.cnpq.br/5476413555422991
 

Nome: Janaina Mota de Vasconcelos
Pós-graduação: Doutorado em Genética e Biologia Molecular - Universidade Federal do Pará
Tese: Análise Integrada da Expressão e Regulação Gênica em Células Natural Killer na Febre da Dengue.

 

Nome: Keley Nascimento Barbosa Nunes
Pós-graduação: Mestrado em Virologia - Instituto Evandro Chagas
Dissertação: Desenvolvimento de LAMP RT PCR para detecção do genoma de arbovirus causadores de infecção humana.

 

Nome: Layanna Freitas de Oliveira
Pós-graduação: Doutorado em Genética e Biologia Molecular - Universidade Federal do Pará
Tese: Análise Integrada da Expressão e Regulação Gênica em Células Dendríticas na Febre da Dengue.

 

Nome: Laíse de Azevedo Gomes
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará.

Tese: Análise genômica estrutural e funcional de Anaplasma platys (Rickettisiales).
Lattes: http://lattes.cnpq.br/5484972346377517
 

Nome: Luciana de Cássia Silva do Nascimento
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará.
Tese: Diversidade morfológica e molecular de nematódeos do gênero Rhabdias da Amazônia Oriental, Brasi.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8404185432033326
 

Nome: Monique Araújo Luz
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará.
Tese: Detecção e identificação de Leishmania spp. em cães e felinos domésticos dos municípios de Belém e Barcarena, Pará.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6925708707992629
 

Nome: Pablo Henrique Gonçalves Moraes
Pós-graduação: Doutorando do Programa de Pós-graduação em Genética e Biologia Molecular - Universidade Federal do Pará
Tese: Análise transcriptômica da resistência de Schistosoma mansoni ao praziquantel.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0096561686029800
 

Nome: Rafael Ribeiro Barata.
Pós-graduação: Mestrado em Genética e Biologia Molecular - Universidade Federal do Pará.
Dissertação: Análise Genômica do Microbioma Cultivável Endofítico de Frutos de Dendê (Elaeis guineensis Jacq.).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9855274271059387
 

Nome: Rodrigo Santos de Oliveira
Pós-graduação: Doutorando em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará.
Tese: Caracterização Genética e evolução de Leishmania RNA vírus isolados na Amazônia.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9693355844280420
 

Nome: Ronaldo Correia da Silva
Pós-graduação: Doutorando do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia/UFPA
Tese: Modelagem e dinâmica molecular de L-asparaginases de cianobactérias: otimizando uma droga anticancerígena.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8657479708086520

Estrutura Física

O Laboratório de Genômica apresenta atualmente três salas destinadas, sendo uma destinada a extração de ácido nucleico, outra a PCR em emulsão e preparação de bibliotecas de cDNA e a terceira para o sequenciamento de última geração. A área física das três salas equivale a aproximadamente 300 m2.

 

CIT

 

Coordenador do Laboratório de Genômica
Dr. Márcio Roberto Teixeira Nunes
Pesquisador em Saúde Pública - Associado.
Pesquisador Bolsista de Produtividade 1C-CNPq.
Doutor em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários-UFPA.
Pós-Doutor em Métodos de Sequenciamento de ültima Geração para Arbovírus-University of Columbia (USA).
Contatos: (55xx91) 3214-2295.
e-mail: marcionunes@iec.pa.gov.br
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/0299116892743368
 
CIT

 

Colaborador UFPA/USP
Dr. John Anthony McCulloch
Professor Adjunto I da Faculdade de Biotecnologia
Instituto de Ciências Biológicas
Universidade Federal do Pará
Post Doc fellow - Universidade de São Paulo
Laboratório de Genômica
Contato (55xx91) 3214-2295 (CIT)
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/6516370952591078
 
CIT

 

Clayton Pereira Silva de Lima, Msc
Responsável pelo Sequenciamento GS FLX 454 (Roche)
email: claytonlima@iec.pa.gov.br ou claytonpsl@hotmail.com
Contato: (55xx91) 3214-2295
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/0981576063109586
 
CIT

 

Daisy Elaine Andrade da Silva, PhD.
Post-Doc fellow pelo INCT-FHV.
Responsável pelo Sequenciamento GS FLX 454 (Roche).
e-mail: daisysilva@iec.pa.gov.br ou daisydasilva.iec@gmail.com
Contato: (55xx91) 3214-2295.
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/6030795678840531
 
CIT

 

Keley Nascimento Barbosa Nunes, BSc-Biologia
Mestranda em Virologia
Bolsista IT pelo INCT-FHV
Responsável pelo Sequenciamento GsJr 454 (Roche)
email: keleynunes@iec.pa.gov.br
Contato: (55xx91) 3214-2295
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/4573052280340580
 
CIT

 

Janaina Mota de Vasconcelos, MSc
Doutoranda em Genética e Biologia Molecular-UFPA
Responsável pelo Sequenciamento SOLID V.5500 (Life Tecnologies)
Contato: (55xx91) 3214-2295
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/8786752276580777
 
CIT

 
 Layanna Freitas de Oliveira, MSc
Doutoranda em Genética e Biologia Molecular - UFPA
Responsável pelo Sequenciamento Ion Torrent e ABI 3500 XL (Life Technologies)
Contato: (55xx91) 3214-2295
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/5884175540885543
 
CIT

 

Rodrigo Santos de Oliveira, MSc
Doutorando do Programa de pós-graduação em Biologia de Agentes Infecto-Parasitários
Sequenciamento GS FLX 454 (Roche) e GsJr 454 (Roche)
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/9693355844280420
 
CIT

 

Nome: Dr. Sandro Patroca da Silva
Doutor em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará
Sequenciamento GS FLX 454 (Roche)
Contato: (+55 XX 91) 3214-2295
Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/0476330416864057

Projetos associados

2012 - Atual

Sequenciamento de Genoma de Cepas Produtoras de Beta-Lactamase KPC Brasileiras Descrição: Por serem muito estáveis, as carbapenemas são antibióticos de último recurso para o tratamento de infecções por Klebsiella pneumoniae. BlaKPC (Klebsiella pneumoniae Carbapenemase) é uma beta-lactamase classe A, de amplo espectro, que foi identificada pela primeira vez em 2001. Uma vez que antibióticos carbapenêmicos são a última opção terapêutica no tratamento de infecções por bactérias multi-resistentes, a sua disseminação entre bactérias de interesse médico é um problema de saúde pública. O fato de blaKPC ser mobilizado horizontalmente por plasmídeos, tem contribuído para a rápida disseminação entre bactérias do mesmo gênero e outros gêneros e famílias. O objetivo desse projeto é, através de uma abordagem genômica, estudar a evolução do conteúdo e arquitetura genômica de cepas de K. pneumoniae portadoras de genes de carbapenemase KPC endêmicas no Brasil, isoladas entre 2005 e 2010, tanto de elementos cromossomais quanto extra-cromossomais para que se compreenda o modo de disseminação desse determinante de resistência no pool genético.

 

Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Coordenador / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Elsa Masae Mamizuka - Integrante / Jorge Luiz Mello Sampaio - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Nilton Lincopan - Integrante.

 
2012 - Atual

Cultivo, Isolamento e Caracterização de Microrganismos Produtores de Lipases com Ação sobre Óleos Vegetais da Região Amazônica

 

Descrição: A demanda por enzimas catalíticas na crescente indústria de biocombustíveis muitas vezes é atendida pela importação desses insumos, o que gera enorme potencial para o crescimento de empresas provedoras de tais insumos no Brasil. Uma fonte que é, prima facie, natural para a bioprospecção de lipases com ação específica sobre óleos de espécies amazônicas é os microrganismos endofíticos de plantas oleaginosas, uma vez que estes devem ser altamente adaptados ao seu nicho. O objetivo desse trabalho foi o de isolar novos genes que codificam lipases presentes na comunidade microbiana endofítica do fruto de Elaeis guineensis Jacq. (dendê), potencialmente com ação sobre óleo de dendê. Para tal, foi preparado um microcosmo da microbiota endofítica a partir de três amostras de frutos de Elaeis guineensis Jacq (dendê) coletadas no estado do Pará. O DNA metagenômico de um microcosmo de cultura de enriquecimento foi extraído e então usado para construir uma biblioteca de fragmentos que foi sequenciada na plataforma 454 FLX, tendo sido possível identificar novos genes que codificam lipases e outros biocatalizadores.

 

Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Coordenador / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Hervé Louis Ghislain Rogez - Integrante / Alberdan Silva Santos - Integrante / Luciana Xavier - Integrante.

 
2012 - Atual

Genômica da Microbiota Endofítica do Açaí
Descrição: O açaí é uma fonte de alimento tradicional na Amazônia oriental, mas vem sendo o alvo de estudos que visam a utilização de subprodutos bioativos oriundos desse fruto. Por ser rico em compostos fenólicos, antioxidantes e ter composição distinta de outros frutos, esse estudo visa caracterizar a microbiota bacteriana endofítica do açaí com fins de bioprospecção de novos biocatalisadores com ação sobre esses compostos, e também para compreender quais vias metabólicas potencialmente participam do processo de fermentação bacteriana natural da polpa de açaí. Foram isolados 10 espécies bacterianas e todas terão seu genoma sequenciado por completo. Através de genômica comparativa, buscar-se-ão regiões de diferença genômica entre os isolados encontrados e isolados da mesma espécie isolados de outros contextos ecológicos disponíveis no GenBank, para também compreender quais genes estão correlacionados com um modus vivendi endofítico. Já estão prontos os scaffolds genômicos de três isolados, sendo duas enterobactérias e uma bactéria láctica.

 

Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Integrante / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Hervé Louis Ghislain Rogez - Integrante / Jedson Ferreira Cardoso - Integrante.

 
2012 - Atual

Análise metagenômica da microbiota periodontal subgengival em indivíduos com e sem doença periodontal
Descrição: A periodontite é uma doença infecciosa polimicrobiana apontada como um problema de saúde mundial pela OMS. A busca da etiologia da periodontite já dura mais de três séculos, mas cada avanço da tecnologia microbiológica tem apenas mostrado, com cada vez maior resolução, a imensa complexidade da interação da microbiota oral com o hospedeiro. As técnicas de biologia molecular permitiram a detecção de microrganismos não cultiváveis em amostras periodontais, o que avançou muito a compreensão da etiologia. As técnicas usadas até agora para o catálogo de espécies microbianas numa amostra periodontal têm se concentrado na amplificação por PCR de um marcador filogenético tal como 16S rDNA a partir de DNA metagenômico. Apesar de terem rendido avanços no conhecimento da microbiota periodontal, já há ampla discussão na literatura sobre suas limitações. As técnicas de sequenciamento de nova geração permitiram o sequenciamento direto de DNA metagenômico, diminuindo os vieses incorridos na clonagem gênica. Essa abordagem tem sido empregada em poucos estudos da microbiota oral e tem rendido resultados que descrevem uma diversidade microbiana com ordens de grandeza maiores que os estudos dependentes de PCR e clonagem. Este estudo pretende avaliar a estrutura da microbiota e das funções metabólicas por ela efetuadas da placa subgengival em vários sítios de um paciente com periodontite e com sítios de controles pareados sem periodontite empregando como abordagem o sequenciamento direito de DNA metagenômico.

 

Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Integrante / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Magda Feres - Integrante / Cláudio Mendes Pannuti - Integrante / Luciene Cristina de Figueiredo - Integrante / Marcelo Faver - Integrante.

 
2012 - Atual

Estudo da resistência heterogênea à vancomicina em Staphylococcus aureus através da genética comparativa de subpopulações de um isolado.
Descrição: A vancomicina é um antibiótico de primeira linha e, não raro, única alternativa viável contra infecções por S. aureus resistente a meticilina (MRSA). O surgimento de cepas de MRSA que não respondem ao tratamento com vancomicina (cepas VISA) está ligado a um fenótipo de resistência cujo mecanismo envolve o paulatino engrossamento da parede celular bacteriana, o que pode ocorrer por conjuntos diferentes de mutações em vários genes. Logo, não há, como na resistência a outros antibióticos, genes únicos que podem servir como marcadores moleculares de resistência, o que impede a detecção do fenótipo VISA por biologia molecular. Ademais, certas linhagens pré-VISA apresentam o fenômeno de resistência heterogênea à vancomicina, em que dentro de uma dada população celular, subpopulações apresentam concentrações inibitórias mínimas (CIMs) altas de vancomicina, sendo a CIM média populacional baixa o suficiente para levar a um resultado falso sensível quando pesquisado no laboratório clínico de rotina por métodos tradicionais. Todavia, quando se cultiva uma cepa hetero-VISA, há a ocorrência de subpopulações com CIMs maiores do que a maioria, que não seriam detectadas por sequenciamento, já que as outras versões polimórficas de um gene em questão, por ocorrerem em número muito maior, levariam a um resultado representativo somente daquele polimorfismo. A proposição do presente projeto é, portanto, usar um approach de célula única (single cell) para identificar quais genes previamente atribuídos ao fenótipo de resistência intermediária homogênea à vancomicina (VISA) encontram-se mutados em subpopulações de linhagens hetero-VISA. Os genomas amplificados por MDA das células únicas isoladas serão sequenciados completamente e comparar-se-ão as sequencias de todas as CDSs, e em especial as dos genes SA1702, vraS, agrC, prsA, yycH, graR e graS de células isoladas por diluição obtidas de uma única colônia de linhagens hetero-VISA. O mesmo será feito com células obtidas de linhagens com.

 

Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Integrante / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Elsa Masae Mamizuka - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Jedson Ferreira Cardoso - Integrante / Pedro Alves d Azevedo - Integrante / Alessandro Conrado de Oliveira Silveira - Integrante / Geraldo Alécio de Oliveira - Integrante.

 
2012 - Atual

Análise genômica estrutural de Callithrix penicillata (Primates, Platyrrhini)
Descrição: Os primatas não humanos têm sido utilizados como modelos para a pesquisa biomédica de doenças com diversas etiologias, incluindo múltiplos patógenos. Dentre os primatas do novo mundo os Callitrichinae representam um atraente modelo experimental não humano e em especial as espécies Callithrix jachhus e Callithrix penicillata têm sido utilizados em pesquisas no campo da neurociência, biologia reprodutiva, doenças infecciosas, pesquisa comportamental e no desenvolvimento de medicamentos e vacinas. As vantagens da sua utilização estão relacionadas ao custo de manutenção e tamanho do animal, cuidados de criação em cativeiro, biossegurança e características fisiológicas únicas, como sua particular suscetibilidade a infecções virais e bacterianas, o que é provavelmente devido a sua limitada variação genética inter-individual em ambas as classes I e II do Complexo Principal de Histocompatibilidade MHC. Aparentemente, cada gênero da subfamília Callitrichinae exibe um conjunto único de genes do MHC, assim, através de análises filogenéticas comparativas entre genomas de primatas não humanos do novo e do velho mundo e humanos podem explicar diferenças evolutivas entre os organismos, que por sua vez pode ser aplicado à pesquisa biomédica. Contudo, apesar de drafts genômicos estarem disponíveis para vários primatas do velho mundo, genomas completos de primatas do novo mundo, o maior grupo de primatas em número de espécies, foram obtidos apenas para duas espécies, Saimiri boliviensis e Callithrix jacchus. Nesse contexto, esta proposta objetiva caracterizar o genoma estrutural, em especial o Complexo Principal de Histocompatibilidade classe I e II, do primata não humano Callithrix penicillata, com vistas à identificação de genes homólogos, em comparação ao genoma humano, que possam estar envolvidos na susceptibilidade a doenças. Isto deve favorecer sua adequação como modelos experimentais através da compreensão dos mecanismos relacionados à resposta imune do modelo.

 

Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Integrante / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Jedson Ferreira Cardoso - Integrante / Pedro Fernando da Costa Vasconcelos - Integrante / Fábio Passetti - Integrante / Rodrigo Vellasco Silvestre - Integrante / Eduardo José Melo dos Santos - Integrante.

 
2012 - atual

Sequenciamento completo e evolução de cepas de febre amarela isoladas em diferentes regiões das américas
Integrantes: Marcio RT Nunes (Coordenador), Pedro Fernando da Costa Vasconcelos (Integrante), Clayton Pereira Silva de Lima (integrante), Dayse Elaine (integrante), Keley Nascimento B. Nunes (integrante), Sandro Patroca da Silva (Integrante), Rodrigo Oliveira (integrante), João Lídio Vianez Jr (integrante), Jedson Ferreira Cardoso (Integrante), Robert B. Tesh (integrante), Amelia Travassos da Rosa (integrante). Financiamento: IEC grant, Ministério da Saúde.

 
2012- atual

Sequenciamento completo e análise evolutiva de cepas do Vírus Oropouche isolados nas Americas.
Integragrantes: Marcio RT Nunes (Coordenador), Jorge Fernado Soares Travassos da Rosa (integrante), Pedro Fernando da Costa Vasconcelos (Integrante), Richard Elliott (integrante), Natasha Tilston (integrante), Clayton Pereira Silva de Lima (integrante), Dayse Elaine (integrante), Layanna Oliveira (integrante), Janainna Vasconcelos (integrante), Sandro Patroca da Silva (Integrante), Robert B. Tesh (integrante), Amelia Travassos da Rosa (integrante). Financiamento: IEC grant, Ministério da Saúde.

 
2012-atual

Caracterização genômica de cianobactérias da Amazônia brasileira
Integrantes: Dr. Márcio Roberto Teixeira Nunes (Coordenador), Evonnildo Costa Gonçalves (integrante e vice-coordenador), Clayton Pereira Silva de Lima (integrante), Daysi Elaine (integrante), Layanna Oliveira (integrante), Janaina Vasconcelos (integrante), Sandro Patroca da Silva (Integrante), Rodrigo Oliveira (integrnte), João Lidio Vianez Jr (Integrante).

 
2013-atual

Desenvolvimento de teste RT-LAMP-PCR (Reverse Transcription-Loop-Mediated Isothermal Polymerase Chain Reaction) para detecção do genoma do vírus da febre amarela.
O Vírus da Febre Amarela é considerado um dos mais importantes arbovírus em termos de saúde pública. Este agente viral encontra-se classificado na família Flaviviridae, gênero Flavivirus e é considerado o agente causador da Febre Amarela em regiões tropicais e subtropicais do globo, especialmente na Africa e América do Sul. No Brasil a Febre Amarela apresenta-se sob duas formas epidemiológicas, a forma silvestre mantida entre vertebrados silvestres (primatas não humanos) pelo mosquito Haemagoggus janthinomis, e a forma urbana transmitida aos humanos pela picada do Aedes aegypti. O diagnóstico da doença é realizado pelo isolamento viral em células de artrópodes (C6/36) , em células de vertebrados (VERO) e pelo método de RT-PCR. Recentemente, desenvolveu-se o método de qRT-PCR para detecção e quantificação do genoma do vírus FA. Apesar da existência de técnicas moleculares empregando o RT-PCR em tempo real (qRT-PCR), o custo das reações empregando sondas, bem como a exigência de equipamentos específicos, inviabiliza o uso do qRT-PCR na rotina dos laboratórios que fazem parte da Rede Nacional de laboratórios. O projeto em questão tem como objetivo padronizar o método de RT-LAMP-PCR para detecção específica do genoma do VFA utilizando equipamentos não sofisticados o que favorecerá o uso do método em locais com infra-estrutura básica laboratorial. Como metodologia, serão obtidos genomas completos de diferentes cepas do vírus amarílico isolados no Brasil e outras regiões da América empregando o sequenciador GSFLX 454. As informações do genomas serão utilizadas para o desenho dos primers para o RT-LAMP-PCR. O método será padronizado usando amostras de soro obtidas de hamsters infectados com o VFA e soros de hamsters não infectados (controle), sendo a avaliação de sensibilidade e especificidade do teste avaliada conforme a detecção de falso-positivos e falso-negativos. Ademais, o método de RT-LAMP-PCR para FA será compardo aos métodos de isolamento viral e RT-PCR convencional. Ao final do projeto espera-se o desenvolvimento e padronização de um método sensível, específico, de fácil manuseio, reprodutibilidade, de baixo custo benefício e que possa ser utilizado na rotina dos laboratórios da Rede Nacional de Laboratórios de Febre Amarela.

 

Integrantes: Marcio Roberto Teixeira Nunes (Coordenador), Keley Nascimento Barbosa Nunes (integrante), Clayton Pereira Silva de Lima (integrante), Sandro Patroca da Silva (integrante), Evonnildo Costa Goncalves (ntegrante), Pedro Fernando da Costa Vasconcelos (integrante). Fomento: CNPq processo no. 486069/2012-5

 
2013-atual

Engenharia biológica de L-asparaginases: da prospecção à produção de metabólitos anticancerígenos otimizados.
Integrantes: Coordenação: Dr. Evonnildo Costa Gonçalves
CHAMADA MCTI/CTBIOTEC/CNPq Nº 28/2013 - ENGENHARIA DE SISTEMAS BIOLÓGICOS

 
2013-atual

Análise transcriptômica do Schistosoma mansoni: em busca de mecanismos de resistência ao praziquantel e de alvos para o desenvolvimento de novas drogas.
Integrantes: Coordenação: Evonnildo Costa Gonçalves
Edital Chamada Universal MCTI/CNPq Nº 14/2013 (Faixa B)

 
2013-atual

Diversidade genética de orthobunyavírus isolados na Argentina.
Integrantes: Marcio RT Nunes (Coordenador), Marta Pelegrini (Coordenadora internacional), Laura Tauro (integrante e bolsista Post-doc), Pedro Fernando da Costa Vasconcelos (Integrante), Clayton Pereira Silva de Lima (integrante), Daysi Elaine (integrante), Keley NAscimento B. Nunes (integrante), Sandro Patroca da Silva (Integrante), Robert B. Tesh (integrante), Amelia Travassos da Rosa (integrante). Financiamento: IEC grant, Ministério da Saúde.

Apresentação

CIT

O Laboratório de Proteômica (LABPROT) foi estruturado para a realização de análise de proteomas, isto é, a coleção de todas as proteínas expressadas por um genoma em todas as isoformas, polimorfismos e modificações pós-traducionais. Neste contexto este núcleo está apto à identificação e quantificação de proteínas e peptídeos de interesse biológico, biomédico e biotecnológico através de técnicas proteômicas clássicas, como eletroforese em gel uni e bidimensional, incluindo a tecnologia DIGE, e proteômica de alto desempenho, como cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas in tandem. Para isto, além dos equipamentos básicos utilizados na preparação de amostras, tais como microcentrífugas, ultracentrífuga, concentradores e homogeneizador ultrassônico a estrutura física do núcleo inclui um scanner de fluorescência, um fracionador de peptídeos, dois sistemas de cromatografia líquida de alta eficiência e dois espectrômetros de massas, um MALDI/TOF/TOF (ABSCIEX 5800) e um triplo quadrupolo Q-TRAP (ABCIEX 5500).

Alunos Envolvidos

ALUNOS E PROJETOS ASSOCIADOS A PÓS-GRADUAÇÃO
 

Nome: Laíse de Azevedo Gomes
Pós-graduação: Doutorado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará
Tese: Análise genômica estrutural e funcional de Anaplasma platys (Rickettisiales):

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5484972346377517
 

Nome: Sanclayver Corrêa Araújo
Pós-graduação: Mestrado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará
Dissertação: Prospecção de metabólitos secundários de cianobactérias da Amazônia Oriental

Lattes:Lattes:http://lattes.cnpq.br/7632379206445598
 

Nome: Eduardo Lana
Pós-graduação: Mestrado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará
Dissertação: Análise proteômica do Vírus da Febre Amarela

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6032842858221630
 

Nome: Gorayeb Martins
Pós-graduação: Mestrado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários - Universidade Federal do Pará
Dissertação: Análise proteômica da resistência de Schistosoma mansoni ao praziquantel

Lattes:http://lattes.cnpq.br/6098574319925288
 
Alunos Iniciação Científicas
 

Nome: Mayque Paulo Miranda de Souza
Graduação: Biotecnologia - Universidade Federal do Pará
Projeto: Prospecção de aminoácidos tipo micosporinas de cianobactérias de água doce da Amazônia.

 

Nome: Ryan Mauricio Araújo Rodrigues
Graduação: Química - Universidade Federal do Pará
Projeto: Prospeccção de compostos com atividade antiviral de cianobactérias de água doce da Amazônia.

 

Nome: Aline Madeira Marques
Graduação: Biotecnologia - Universidade Federal do Pará
Projeto: Expressão heteróloga de microvirina de Microcystis aeruginosa (Cianobactéria) em Escherichia coli.

Equipe

Coordenador:

CIT


Dr. Evonnildo Costa Gonçalves
Instituto de Ciências Biológicas
Universidade Federal do Pará
Pesquisador Colaborador do Centro de Inovações Tecnológicas
Núcleo de Proteômica
Contato (55xx91) 3214-2295 (CIT)
(55xx91) 3201-8753 (ICB-UFPA)
Endereço para acessar este CV : Lattes:http://lattes.cnpq.br/865256076379326


CIT


Sanclayver Corrêa Araújo, BPharm.
Responsável pelo ABSCIEX QTRAP 5500
Contato: (55xx91) 3214-2295 (CIT)
Endereço para acessar este CV: Lattes:http://lattes.cnpq.br/7632379206445598

Projetos associados

2013-atual

Análise proteômica de células HepG2 infectadas com o Virus da Febre Amarela: prospecção de biomarcadores de infecção e alvos para o desenvolvimento de fármacos
Integrantes: Márcio Roberto Teixeira Nunes (coordenador)
EDITAL FAPESPA 011/2013, PPSUS – PROGRAMA PESQUISA PARA O SUS: Gestão Compartilhada em Saúde FAPESPA/MS-DECIT/CNPq/SESPA – PPSUS – 2013/PA.

 
2013-atual

Prospecção de produtos naturais, com atividade anti-Leishmania, de cianobactérias da Amazônia
Integrantes: Evonnildo Costa Gonçalves (coordenador)
EDITAL FAPESPA 011/2013, PPSUS – PROGRAMA PESQUISA PARA O SUS: Gestão Compartilhada em Saúde FAPESPA/MS-DECIT/CNPq/SESPA – PPSUS – 2013/PA.

 
2013-atual

Engenharia biológica de L-asparaginases: da prospecção à produção de metabólitos anticancerígenos otimizados
Integrantes: Evonnildo Costa Gonçalves (coordenador)
CHAMADA MCTI/CTBIOTEC/CNPq Nº 28/2013 - ENGENHARIA DE SISTEMAS BIOLÓGICOS.

Apresentação

CIT


 

O Laboratório de Análise Citogenética por Imagem (LACI) tem por objetivo disponibilizar aos pesquisadores do IEC, a possibilidade de caracterizar citogeneticamente espécies reservatórias de vírus bactérias e fungos, possibilitando uma correlação mais precisa entre espécie patogênica e hospedeira, estabelecendo dados coevolutivos e biogeográficos. Essa proposta surgiu após a constatação de diversos dados conflitantes envolvendo a classificação sistemática tradicional (morfológica), gerando dúvidas a respeito de uma identificação precisa. Desse modo, a proposta do LACI é associar aos dados morfológicos, os citogenéticos, dando uma precisão maior à classificação das espécies reservatórias, a partir da definição de um citótipo. Essa proposta tornou-se viável, após a aquisição de um sistema de montagem cariotípica automático, o qual foi importado de Israel (Sistema Caryotyping CDM e programa BandView Case Data Manager CDM), o qual possibilita a montagem de dezenas de cariótipos em um único dia. Atualmente o LACI também desenvolve atividades relacionadas à Citogenética Humana, como: (1) Avaliação de Efeitos Genotóxicos do Metilmercúrio e de Antivirais em Seres Humanos, (2) Avaliação de Efeitos Antioxidantes na Apoptose de Células Tumorais Leucêmicas, (3) Caracterização de Células Tumorais em Tumores Sólidos e na Leucemia.

Alunos Envolvidos

ALUNOS E PROJETOS ASSOCIADOS A PÓS-GRADUAÇÃO
 
INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Nome: Aline de Oliveira
Iniciação Científica: EFEITO GENOTÓXICO DO METILMERCÚRIO AVALIADO EM CROMOSSOMOS METAFÁSICOS OBTIDOS A PARTIR DE CULTURA DE LINFÓCITOS.

 

Nome: Adriano da Paixão Souto.
Iniciação Científica: CARACTERIZAÇÃO CITOGENÉTICA EM PRIMATAS NÃO-HUMANOS, DA FAMÍLIA CALLITRICHIDAE, MANTIDOS EM CATIVEIRO, NO CENTRO NACIONAL DE PRIMATAS.

 

Nome: Thamires Carvalho Brandão
Iniciação Científica: EFEITO GENOTÓXICO DE ANTIVIRAIS A SEREM UTILIZADOS NO TRATAMENTO DA HEPATITE B TENOFOVIR, ADEFOVIR E ENTECAVIR, AVALIADO EM CROMOSSOMOS METAFÁSICOS OBTIDOS A PARTIR DE CULTURA DE LINFÓCITOS.

 

Nome: Breno Raul Freitas Oliveira
Iniciação Científica: ESTUDOS CITOTAXONÔMICOS EM ESPÉCIES DE MORCEGOS E ROEDORES, PROVÁVEIS RESERVATÓRIOS DE AGENTES PATOGÊNICOS, CAPTURADOS NA AMAZÔNIA OCIDENTAL.

 

Nome: Gabriel de Jesus da Fonseca Loureiro
Iniciação Científica: ANÁLISE DO EFEITO ANTI-PROLIFERATIVO DA FUCOXANTINA EM CULTURAS DE CÉLULAS LEUCÊMICAS HUMANAS.

 

Nome: Sablina Paola de Jesus Freitas e Eduarda Gemaque de Moraes
Iniciação Científica: ANÁLISE DO EFEITO ANTI-PROLIFERATIVO DAS VITAMINAS A, E E C EM CULTURAS DE CÉLULAS LEUCÊMICAS HUMANAS.

 

Nome: Antonio Breno Maia de Araújo
Iniciação Científica: ANÁLISE DO EFEITO ANTI-PROLIFERATIVO DO ZINCO E DO SELÊNIO EM CULTURAS DE CÉLULAS LEUCÊMICAS HUMANAS.

 

Nome: Jordana Dias da Silva
Iniciação Científica: AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA QUIMIOTERÁPICA EM PACIENTES COM LEUCEMIA POR MEIO DE DADOS CITOGENÉTICOS.

TCCs.
 

Nome: Breno Raul Freitas Oliveira
Graduação: Licenciatura em Biologia
TCC: ESTUDOS CITOTAXONÔMICOS EM ESPÉCIES DE MORCEGOS E ROEDORES, PROVÁVEIS RESERVATÓRIOS DE AGENTES PATOGÊNICOS, CAPTURADOS NA AMAZÔNIA OCIDENTAL.

 

Nome: Rafael Portel de Lima
Graduação: Biologia Bacharelado Modalidade Médica
TCC: ISOLAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE CÉLULAS DERIVADAS DE TUMORES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL.

 

Nome: Alann Thaffarell Portilho de Souza e Marina Rolo Pinheiro da Rosa
Graduação: Odontologia
TCC: ISOLAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE CÉLULAS DERIVADAS DO AMELOBLASTOMA.

 

Nome: Adriano da Paixão Souto
Graduação: Biologia Bacharelado Modalidade Médica
TCC: COMPORTAMENTO CITOGENÉTICO ANÔMALO EM INDIVÍDUOS PORTADORES DA DOENÇA DE DARIER.

 

Nome: Aline Semblano Dias Carreira
Graduação: Odontologia
TCC: ISOLAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE CÉLULAS DERIVADAS DE TUMORES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL.

Apresentação

CIT


 

Bem vindo ao Laboratório de Bioinformática (LBIOINFO) do Centro de Inovações Tecnológicas (CIT). O objetivo do LBIOINFO é analisar os dados gerados pelo CIT e seus colaboradores. Grande parte destes dados são oriundos de sequenciadores, de próxima geração (GS FLX 454, GS Junior, SOLiD 3 plus, SOLiD 5500 e Ion Torrent) quanto pelo método de Sanger. O LBIOINFO desenvolve diversas estratégias de bioinformática para análise e manipulação de dados biológicos.

 
As análises que são realizadas pelo NBIOINFO incluem:
1) Montagem de genomas, metagenomas e transcriptomas;
2) Análises de genômica comparativa;
3) Análises de SNV (Single Nucleotide Variation);
4) Análise de expressão gênica diferencial;
5) Análises de genômica funcional;
6) Construção de bancos de dados genômicos;
7) Desenho de oligonucleotídeos iniciadores (específicos e degenerados) e sondas;
8) Filogenia molecular (simples e filogeografia);
9) Modelagem (Ab initio e por homologia) e dinâmica molecular (clássica e quântica);
10) Docking molecular e desenho racional de inibidores e fármacos;
11) Desenvolvimento de programas para manipulação e análise de dados biológicos.
 

CIT


 

Para realizar colaborações com o NBIOINFO e demais núcleos do CIT, acesse o link (submitcit.iec.pa.gov.br) do portal de análises biológicas (PABIO) do CIT. O solicitante deverá acessar link do PABIO e realizar a submissão de um projeto, o qual será avaliado por uma comissão do CIT.

Alunos Envolvidos

ALUNOS E PROJETOS ASSOCIADOS A PÓS-GRADUAÇÃO
 

Nome: Fabiano Reis da Silva
Pós-graduação: Genética e Biologia Molecular com Ênfase em Bioinformática
Dissertação: Modificações Estruturais Antigênicas de Proteínas do Vírus Saint Louis.

 

Nome: Jedson Ferreira Cardoso
Pós-graduação: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM VIROLOGIA/IEC/SVS/MS
Tese: Filogeografia e Evolução do Vírus da Febre Amarela nas Américas.

 

Nome: João Augusto Pereira da Rocha
Pós-graduação: Química com Ênfase em Química Teórica e Computacional (Mestrado)
Dissertação: Estudos de possíveis inibidores da enzima Diidroorotato Desidrogenase da Leishmania Major.

 
Alunos e Projetos Associados a Graduação
 
CIT

 

Nome: Izabela Priscilla de Lima Coelho
Iniciação científica: Farmácia - UFPA
Projeto: Sequenciamento completo e evolução de cepas de febre amarela isoladas em diferentes regiões das américas.
Endereço para acessar este CV:

Lattes:Lattes: http://lattes.cnpq.br/1846844472631246
 
CIT

 

Nome: Thais Cristina Oliveira Coelho
Iniciação científica: Farmácia - UFPA
Projeto: Sequenciamento completo e evolução de cepas de febre amarela isoladas em diferentes regiões das américas.
Endereço para acessar este CV:

Lattes:http://lattes.cnpq.br/3460701773559380
 
CIT

 

Nome: João Paulo da Cruz Ferreira
Iniciação científica: Biotecnologia - UFPA
Projeto: Sequenciamento completo e evolução de cepas de febre amarela isoladas em diferentes regiões das américas.
Endereço para acessar este CV:

Lattes:Lattes: http://lattes.cnpq.br/2950305183944548

Estrutura Física e Principais Equipamentos

 

CIT


 
1. 10 estações gráficas com:

- 02 (dois) processadores x86-64 bits Xeon com 6 (seis) núcleos cada (total 12 núcleos e 24 threads), 96GB RAM, placa de vídeo 1GB, HD 2 TB, monitor 30 polegadas.
 
2. 09 (nove) Estações de Trabalho HP-DC5850 (Processador AMD-Phenom 64Bits + 250GB disco + 4GB RAM);
 
3. 01 (um) Servidor DELL Precision T7400 p/ uso dos dados gerados do MALDI (Applied);
 
4. 01 (um) Cluster* c/ 5(cinco) Servidores, sendo 01 HeadNode e 04 Worknodes. Tendo 02(dois) Processadores QuadCore por HOST totalizando 20 Núcleos de Processamento e 16GB de RAM por nó. contendo a 01(um) Storage de 4.5TB. Integrado ao Sequenciador 454(Roche) p/ processamento e análise;
 
5. 02 (dois) Servidores HP-ML350-G6 c/ 02 Processadores QuadCore por HOST totalizando 16 Núcleos + 32GB de RAM + 2.7TB de disco por HOST;
 
6. 01 (um) Cluster* c/ 15(quinze) Servidores com 264 núcleos (936 threads) totalizando 04 (quatro) Teraflops, integrados em conexão infiniband, sendo:
01 (um) chassi composto por 14 lâminas (blades) Power do tipo RISC equipado com 02 (dois) Processadores cada um com 08 (oito) núcleos (4 threads por núcleo), com clock 2.4 GHz + 128GB de RAM por lâmina;
 
01 (um) x86 com 04 (quatro) processadores Intel do tipo E7-8860, cada um com 10 (dez) núcleos (Totalizando 80 threads) de clock 2.26GHz, com arquitetura de 64 bits + 1TB de RAM;
 
01 (um) Storage de 120 (cento e vinte)TB, composto de 02 (duas) controladoras RAID com portas Fiber Channel de 8 Gbps e suporte ao protocolo iSCSI;
 
01 (um) robo de backup (biblioteca de fita tipo LTO-5) com 04 (quatro) drives Fiber Channel 8Gbps com 133 slots habilitados (expansível até 409 slots) e suporte a cartuchos com capacidade de 1.5TB nativos ou 3TB com compressão;

 

CIT

Coordenação - CIT

Coordenador:


Dr. João Lídio da S. G. Vianez Jr.
Tecnologista em Pesquisa e Investigação Biomédica
Coordenador do Núcleo de Bioinformática
Contato: (55xx91) 3214-2295
e-mail: vianez.iec@gmail.com
Endereço para acessar este CV:http://lattes.cnpq.br/7898732359245110

 


 

Msc. Jedson Ferreira Cardoso
Analista de Suporte – Configuração de HPC e Armazenamento de Dados.
Contato: (55xx91) 3214-2295
e-mail: jedson.cardoso@iec.pa.gov.br
Endereço para acessar este CV:http://lattes.cnpq.br/6338193279074109

Projetos Associados

2013-Atual

Desenvolvimento de potenciais inibidores de fusão do HIV: estudo computacional da interação dalectina microvirina com a glicoproteina GP120.

A microvirina (MVN), uma lectina isolada a partir da cianobactéria Microcystis aeruginosa PCC7806, apresenta 33% de identidade com a proteína cianovirina (CNV), a qual é um potente inibidor do HIV. Entretanto, CNV apresenta alta atividade citotóxica. Em contraste, a microvirina é um atraente composto, pois também é um forte inibidor do HIV, porém, apresentando baixa citotoxicidade. Em 2010, Huskens e colaboradores determinaram que a MVN é 50 vezes menos citotóxica do que a CNV. Neste estudo propomos modelos teórico/computacionais capazes de prever a afinidade de ligação da microvirina-N e resíduos de açúcar presentes na glicoproteína gp120 do HIV, utilizando dinâmica molecular e calculos de energia livre - FEP (Free Energy Pertubation) e MM-PBSA - para este fim. A partir destes estudos será possível mensurar a contribuição de resíduos aminoacídicos específicos da microvirina-N na interação com dissacarídeos de manose, presentes na glicoproteína gp120. Com isto, pode-se avaliar a afinidade da microvirina com a gp120 e racionalizar mutações pontuais que maximizem a atividade inibitória da microvirina.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado (3), Iniciação científica (2)

 
2013-Atual

Portabilidade e reprodutibilidade a baixo custo no compartilhamento de protocolos de bioinformática entre laboratórios através da plataforma Raspberry Pi.

 
2013-Atual

Modelagem molecular da enzima diidroorotato desidrogenase da Leishmania Major e aplicação de técnicas de docagem e dinâmica molecular.

 
2012 - Atual

Sequenciamento de Genoma de Cepas Produtoras de Beta-Lactamase KPC Brasileiras.

Descrição: Por serem muito estáveis, as carbapenemas são antibióticos de último recurso para o tratamento de infecções por Klebsiella pneumoniae. BlaKPC (Klebsiella pneumoniae Carbapenemase) é uma beta-lactamase classe A, de amplo espectro, que foi identificada pela primeira vez em 2001. Uma vez que antibióticos carbapenêmicos são a última opção terapêutica no tratamento de infecções por bactérias multi-resistentes, a sua disseminação entre bactérias de interesse médico é um problema de saúde pública. O fato de blaKPC ser mobilizado horizontalmente por plasmídeos, tem contribuído para a rápida disseminação entre bactérias do mesmo gênero e outros gêneros e famílias. O objetivo desse projeto é, através de uma abordagem genômica, estudar a evolução do conteúdo e arquitetura genômica de cepas de K. pneumoniae portadoras de genes de carbapenemase KPC endêmicas no Brasil, isoladas entre 2005 e 2010, tanto de elementos cromossomais quanto extra-cromossomais para que se compreenda o modo de disseminação desse determinante de resistência no pool genético.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Coordenador / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Elsa Masae Mamizuka - Integrante / Jorge Luiz Mello Sampaio - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Nilton Lincopan - Integrante.

 
2012 - Atual

Cultivo, Isolamento e Caracterização de Microrganismos Produtores de Lipases com Ação sobre Óleos Vegetais da Região Amazônica
Descrição: A demanda por enzimas catalíticas na crescente indústria de biocombustíveis muitas vezes é atendida pela importação desses insumos, o que gera enorme potencial para o crescimento de empresas provedoras de tais insumos no Brasil. Uma fonte que é, prima facie, natural para a bioprospecção de lipases com ação específica sobre óleos de espécies amazônicas é os microrganismos endofíticos de plantas oleaginosas, uma vez que estes devem ser altamente adaptados ao seu nicho. O objetivo desse trabalho foi o de isolar novos genes que codificam lipases presentes na comunidade microbiana endofítica do fruto de Elaeis guineensis Jacq. (dendê), potencialmente com ação sobre óleo de dendê. Para tal, foi preparado um microcosmo da microbiota endofítica a partir de três amostras de frutos de Elaeis guineensis Jacq (dendê) coletadas no estado do Pará. O DNA metagenômico de um microcosmo de cultura de enriquecimento foi extraído e então usado para construir uma biblioteca de fragmentos que foi sequenciada na plataforma 454 FLX, tendo sido possível identificar novos genes que codificam lipases e outros biocatalizadores.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2).
Integrantes: João Lídio da Silva Gonçalves Vianez Júnior - Integrante / John Anthony McCulloch - Coordenador / Marcio Roberto Teixeira Nunes - Integrante / Evonnildo Costa Gonçalves - Integrante / Paula Juliana Pérez Chaparro - Integrante / Louise Teixeira Cerdeira - Integrante / Hervé Louis Ghislain Rogez - Integrante / Alberdan Silva Santos - Integrante / Luciana Xavier - Integrante.

Apresentação

CIT


 

O Laboratório de Nanotecnologia (LABNANO) será implantado junto à Seção de Inovações Tecnológicas do Instituto Evandro Chagas com a finalidade de produzir novas ferramentas que possam dar suporte para novas abordagens em diagnóstico e tratamento de agravos ligados às doenças infecciosas de ocorrência regional e nacional. Para esse desenvolvimento o LABNANO conta com uma área de aproximadamente 16 m2 onde serão instalado os equipamentos necessários ao desenvolvimento de nanopartículas e suas aplicações para o uso em pesquisa e outras abordagens.

 

Esses equipamentos serão capazes de produzir as Nanopartículas, recobrí-las com anticorpos, substâncias sinalizadoras e receptores específicos a um determinado patógeno dando assim um caráter de aplicação imediata a saúde pública com abordagens ainda não realizadas nesse âmbito.

 

O LABNANO tem como principal colaborador o grupo de Fototerapia e Foto-medicina da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto – USP. Grupo esse coordenado pelo Prof. Dr. Antônio Claudio Tedesco que possui ampla experiência no desenvolvimento de processos e matérias primas a partir de elementos nanoparticulados.

Instituições Colaboradoras

 
- UFPA, USP, FIOCRUZ, UFRJ, UNIVERSIDADE DO TEXAS, UNIVERSIDADE DE GÖTINGAN, UNIVERSIDADE DE GLASGOW.
 
- UFPA
http://www.ufpa.br/
 
- USP
http://www.usp.br/
 
- FIOCRUZ
http://portal.fiocruz.br/
 
- UFRJ
http://www.ufrj.br/
 
- UNIVERSIDADE DO TEXAS
http://www.utexas.edu/
 
- UNIVERSIDADE DE GÖTINGAN
http://www.uni-goettingen.de/de/311055.html

https://www.uni-goettingen.de/

https://www.facebook.com/University.of.Goettingen

- UNIVERSIDADE DE GLASGOW
http://www.gla.ac.uk/

Unidade de Pesquisa Móvel

 

O Centro de Inovações Tecnológicas do Instituto Evandro Chagas adquiriu uma Unidade Móvel de Pesquisa (UMP), composta por um trailer (laboratório móvel) e uma caminhonete tracionada (4x4). O laboratório móvel possui capacidade para transportar seis integrantes, inclui dois banheiros (masculino e feminino) e possui sistema de refrigeração e gerador de energia próprio. A UMP possui uma série de equipamentos, tais como 01 termociclador, 01 PCR em tempo real, 01 sequenciador de bancada (GS jr), cabines para isolamento de ácidos nucleicos e preparação de reações de RT-PCR e PCR, transiluminador portátil e equipamento fotodocumentador, 01 freezer -20, uma geladeira, botijão de nitrogênio líquido, dentre outros. A estrutura física e os equipamentos facilitarão a manipulação de amostras biológicas com segurança no local de obtenção das mesmas.

 

A UMP proporcionará atividades de pesquisa em áreas diversas da biologia, epidemiologia, meio ambiente, biodiversidade genética com nível de segurança necessário para evitar contaminações cruzadas e possíveis contaminações dos profissionais que integrarão as equipes de pesquisa de campo.

 

Para solicitar a UMP, o Pesquisador necessita preencher o formulário de proposta colaborativa e uso da UMP acessando o Portal de Análises Biológicas pelo link:

http://submitcit.iec.pa.gov.br/index.php/cit/
 

CIT

Sobre o Centro de Inovações Tecnológicas

 

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Fale Conosco

O Centro de Inovações Tecnológicas (CIT) do Instituto Evandro Chagas foi idealizado em Novembro de 2009 e atualmente é constituído pelos Laboratórios de Genômica, Bioinformática, Proteômica, Diagnóstico Molecular, Análise Citogenética por Imagem e Nanotecnologia. O CIT tem por objetivo principal ser o elo entre o Instituto Evandro Chagas e diferentes setores da comunidade científica e da sociedade. A sua missão abrange o incentivo à inovação e proteção do conhecimento, geração de produtos, processos e serviços inovadores, e desenvolvimento técnico científico regional e nacional por meio de cooperações científicas e elaboração de projetos de P, D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Normas para Submissão de Projetos

É imprescindível o cumprimento de todas as normas citadas abaixo, de acordo com a designação numérica dos tópicos.
 
TÓPICO I: Elaboração do projeto de pesquisa

1. O PROPONENTE deve solicitar o modelo de documentação a ser preenchida através do envio de e-mail para o endereço: ruileonardo@iec.pa.gov.br. O PROPONENTE deve elaborar a proposta de projeto de acordo com o modelo de submissão de projetos e o formulário de recebimento de amostras enviados;

2. O PROPONENTE deve encaminhar a documentação preenchida por e-mail para o mesmo endereço supracitado e aguardar a comunicação de homologação do projeto;

 
TÓPICO II: Reunião para definição do escopo do projeto de pesquisa

1. Após a homologação do projeto o PROPONENTE receberá a confirmação da homologação do projeto e será convocado para a reunião (presencial ou por videoconferência) com a COMISSÃO composta pelos coordenadores e responsáveis técnicos da equipe do CIT;

2. Na reunião a proposta será discutida entre a COMISSÃO e o PROPONENTE, e este por sua vez irá declarar-se ciente do método e cronograma de execução das atividades, colaboradores envolvidos e demais especificidades.

3. Caso o PROPONENTE não possa comparecer à reunião, este pode nomear um representante (Ex: aluno) e a ele delegar plenos poderes de decisão. Essa informação deve ser comunicada formalmente à coordenação do CIT com antecedência;

4. Após a reunião não será possível acrescentar nenhuma outra solicitação ou alteração no escopo e nas análises previamente solicitadas.

 
TÓPICO III: Envio de amostras para o CIT

1. O limite de envio de amostras por projeto é de 10 amostras. Se o número de amostras requeridas pelo PROPONENTE ultrapasse este limite, o caso deverá ser discutido em reunião com a equipe do CIT;

2. O envio de amostras ao CIT está TOTALMENTE CONDICIONADO à aprovação do projeto de pesquisa enviado pelo PROPONENTE. AMOSTRAS SEM PROJETO APROVADO E CADASTRADO NO SISTEMA DO CIT NÃO SERÃO RECEBIDAS, PROCESSADAS, ANALISADAS;

3. O CIT disponibilizará tubos de 2 ml padronizados para transportar as amostras. No dia da reunião esses serão identificados e disponibilizados ao PROPONENTE;

4. O transporte das amostras é de total responsabilidade do PROPONENTE, bem como deve ser assegurado que o transporte se deu dentro das condições adequadas.

 
TÓPICO IV: Comunicação de resultados aos interessados

1. Ao término das atividades definidas em reunião, o PROPONENTE será informado sobre o andamento do projeto e em algumas etapas deverá assinar um TERMO DE RECEBIMENTO DE DADOS.

 
OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

1. O PROPONENTE é totalmente responsável pela qualidade da amostra entregue ao laboratório. Caso seja constatado que há alguma inadequação, o pesquisador será informado e convocado a trazer novas amostras. Porém, deverá aguardar a fila de espera até que seja programado um novo teste;

2. Amostras biológicas somente serão aceitas pela equipe do CIT após preenchimento e envio correto da documentação;

3. Resultados de análises e dados somente serão liberados após a assinatura do termo de liberação pelo proponente do projeto;

4. No formulário de entrada de amostras deve constar, no local indicado, o número de amostras a serem processadas;

5. Serão aceitas no máximo 10 amostras por projeto. Caso seja necessário, em um segundo momento pode ser submetido um novo projeto de continuação para o processamento de mais amostras;

6. No formulário de amostras, na planilha 2, devem ser preenchidos todos os dados disponíveis sobre as amostras;

7. Recomendamos que todos os dados contidos nos documentos sejam digitados para maior clareza (evitar preenchimento manual).

image_pdfPDFimage_printPRINT
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page
Instituto Evandro Chagas
Envie uma mensagem para nossa equipe de comunicação e ajudaremos como possível. Nosso prazo de atendimento é de até 10 dias úteis.

Seu nome completo*

Seu e-mail*

Telefone

Estado*

Município*

Assunto*

Sua mensagem